A venda de tablets desacelera no último ano

A venda de tablets desacelera no último ano 1

Hoje de manhã, sabíamos que o Android , o sistema operacional do Google , já havia conseguido obter 79% da participação de mercado . Agora, um novo estudo da consultoria IDC informa que as vendas de tablets diminuíram consideravelmente. Se olharmos para os dados fornecidos, veremos que no último trimestre do ano eles venderam 60 milhões de comprimidos , 16,9 milhões a menos que no mesmo período de 2012 . Na verdade, enfrentaríamos um crescimento moderado de 28,2%, um número muito pequeno se o compararmos com o do ano passado, no qual o mercado de tablets teve um crescimento anual de 87,1% . Mas essa não é a única surpresa que este estudo traz. No pódio das marcas que mais vendem está a Apple , com seu lendário iPad , mas também a Samsung , com um crescimento impressionante na participação em relação ao ano anterior. A terceira a bordo é a Amazon , a única empresa que encerrou o ciclo com crescimento negativo.

A Apple , pioneira histórica no mercado de tablets, conseguiu vender 13,5% mais iPad do que em 2012 , quando o número de vendas no último trimestre foi superior a 23 milhões de unidades. Um ano depois, as coisas melhoraram para a empresa de Cupertino . No último trimestre de 2013, conseguiu colocar no mercado o número insignificante de 26 milhões de comprimidos . Mas se existe uma empresa que conseguiu superar a concorrência, essa é a Samsung . A empresa coreana vendeu um total de 14 milhões de tablets este ano (todos os Samsung Galaxy Tab e Samsung Galaxy Note entram aqui)), o que daria à Samsung 18,8% da participação de mercado atual. Mas o que mais chama a atenção nesse caso é o percentual de crescimento, estimado em 85,9% em relação aos números obtidos no ano passado. Como dissemos, a única empresa que registrou um crescimento negativo de -1,7% é a Amazon . O proprietário do Kindle não conseguiu superar e estagnou com quase seis milhões de unidades vendidas

Enquanto isso, a Asus de Taiwan ficou fora do pódio com quase 4 milhões de comprimidos vendidos e um crescimento significativo de 25,8%. A Lenovo , por outro lado, ainda com baixa participação de mercado, conseguiu aumentar poderosamente suas vendas para se inscrever no crescimento , nada mais e nada menos que 325% . O restante das empresas (não devemos perder de vista o fato de haver muitas propostas no setor de baixo custo) 30,3% da participação de mercado com 23 milhões de tablets vendidos.

De acordo com analistas da IDC , os resultados revelam que os Estados Unidos e a Europa estão experimentando altos níveis de saturação entre os consumidores, que já têm suas necessidades atendidas em relação aos tablets. De fato, são os mercados emergentes que estão experimentando um forte crescimento , embora essas vendas não tenham sido suficientes para continuar gerando taxas de vendas mais altas. A alta penetração e a alta concorrência entre marcas e dispositivos tornarão o aumento do consumo de tablets ainda mais difícil durante 2014 .

Deixe um comentário